CRIANÇAS DE ATÉ 2 ANOS JA USAM COMPUTADORES EM ESCOLA

 

Em uma matéria publicada no caderno cotidiano C6 da Folha de São Paulo do dia 17 de Maio de 2010 encontra-se a notícia de que crianças de até 2 anos de idade já tem aulas de computação.

Segundo defesores desta tese esta prática acompanha a éra da técnologia e complementa o ensino ao trocar uma das aulas de educação física pela computação.

Já os opositores defendem a tese de aprendizado precoce que pode prejudicar até  o desenvolvimento da imaginação da criança pois a tela do computad0r já apresenta tudo pronto à criança.

Se as crianças não aprenderem na escola elas vão aprender em casa sozinha e sem nenhum acompanhamento pedagogo. Por outro lado elas vão acabar abandonando os livros desde pequenas.

Anúncios

 

  O termo APARTHEID (Segregação racial) se deu com mais intensidade na África do Sul, onde a minoria branca dominava e excluía a maioria negra. No ”final” dessa ideologia cruel algumas fotos foram tiradas e uma delas (talvez a mais chocante) é a do bebê quase morto esperando para ser devorado por um urubu oportunista no Sudão.

Essa foto foi tirada por Kevin Carter, ele ganhou prêmios por ter tirado essa foto, mas sua experiência gerou um abalo psicológico e ele acabou se suicidando, as últimas palavras dele foram:

 Eu estou depressivo… sem telefone… dinheiro para o aluguel… dinheiro para o sustento das crianças… dinheiro para as dívidas… dinheiro! Estou sendo perseguido pela viva memória de matanças, cadáveres, cólera e dor… pelas crianças famintas ou feridas…pelos homens loucos com o dedo no gatilho, mesmo policiais, executivos assassinos…”
Trecho da carta de despedida de Kevin Carter. Leia mais>>

Fonte: Revista Wave

 SERÁ QUE A LUTA DOS POVOS POBRES ESTÁ VALENDO A PENA, SERÁ QUE O SOFRIMENTO DE CRIANÇAS, NEGROS E POBRES NUNCA IRÁ ACABAR. O FIM DA APARTHEID É UMA LUTA QUE ATÉ HOJE ESTÁ ACONTECENDO NA AFRICA DO SUL, UMA LUTA DE MORTES E ABSURDOS. 

 

 

 

Matéria publicada no Globo On-line trata de um assunto muito polêmico que gostaríamos de abordar neste blog. Trata-se de um hospital público onde funcionava uma clínica clandestina de aborto. Será que esse tema gera polêmica?

Leia mais>>

Fonte: O Globo.com- online e Globo news

Isto só acontece por que falta estrutura educacional em nosso país! Pois se estas pessoas tivessem mais informação, mais educação, não veríamos este tipo de situação com tanta freqüência. Não é que acabaria com este problema social, mas diminuiria e muito estes casos. E tem também o fato de não termos muitos médicos comprometidos com a vida, a saúde e bem estar do próximo e se atreve a arrancar por alguns trocados a vida que está para nascer…

Deixe seu comentário!